A importância das cores na criação de uma marca

Você já parou para pensar por que a maioria das grandes empresas de alimentação/fast food têm as suas marcas compostas pelas cores vermelha e/ou amarela?

É porque segundo a Psicologia das Cores, o vermelho nos desperta o desejo, o consumo. Já o amarelo é considerado uma das primeiras cores percebidas pelo olho humano (daí também a maioria das legendas em vídeo ser da cor amarela).

Veja no gráfico abaixo algumas das emoções associadas a cada cor e algumas marcas que seguiram essas orientações:

A importância das cores na criação de uma marca

Ao criar uma marca para o seu negócio, é de extrema importância levar em conta a forma como as pessoas interpretarão suas cores.

No estudo Impacto da Cor no Marketing (Impact of Color in Marketing), por exemplo, pesquisadores descobriram que 90% dos julgamentos iniciais de produtos podem ser baseados apenas na cor.

Tiffany & Co e a cor que virou uma marca

Imagine que é seu aniversário. Ao receber diversos presentes, o mistério do conteúdo de cada caixa só é revelado ao abrir as embalagens, certo? Mas imagine que, em meio a todas os invólucros e sacolinhas, apareça uma pequena caixinha turquesa, com um laço de fita branca. Não é preciso mais nada para saber que aquela caixinha contém uma joia da Tiffany & Co.

A importância das cores na criação de uma marca

Apesar da marca ter sido inaugurada em 1837, a história da cor começou em 1845. Nessa época, o criador da Tiffany & Co., Charles Lewis Tiffany, escolheu o peculiar azul turquesa para estampar a capa do Blue Book, o catálogo anual da coleção de joias de sua loja, situada na Broadway, em Nova Iorque.

Não existem provas, mas dizem que a cor foi escolhida devido à popularidade das joias dessa tonalidade na época. De qualquer forma, a cor ficou logo associada à marca e ganhou um status de luxo e sofisticação. Principalmente após o lançamento das alianças de diamante feitas à mão, em 1886.

O poder das cores no mercado financeiro

Outro exemplo é o do Banco Itaú. Confira no vídeo abaixo como a marca soube usar o poder das cores para se reinventar:

 

Com informações de Cutedrop